Introdução ao Blender

09:44


Transcrição do vídeo: Introdução ao Blender
Duração: 02:52


O Blender é um software de modelagem e animação em 3d, multiplataforma e de código aberto graças a Fundação Blender que mantém o software e foi responsável pela abertura do código em 2002.
Originalmente o Blender foi desenvolvido para resolver problemas do estúdio de animação holandês NeoGeo Studio, que tem como seu co-fundador em 1998 Ton Roosendall. Depois de tentativas frustadas de comercializar o Blender, Ton Roosendaal fundou a Blender Foundation com objetivos de arrecadar fundos para liberar o código do Blender em uma campanha chamada Free Blender.
Ton Roosendaal

Você pode fazer download da última versão do Blender para o seu sistema ou distribuição no site blender.org ou usar o gerenciador de pacotes do sua distribuição.

Ao ser iniciado o Blender aprensenta em primeiro plano uma tela chamada Splash Screen onde encontramos a versão e informações desta versão na parte de cima e na parte de baixo encontramos opções para acessar materiais de referência no site do Blender e em outros recomendados, abrir os últimos arquivos editados e escolher o modo de interação que por padrão é Blender, mas também encontramos as opçóes Maia e 3dMax, para os usuários que estão migrando desses sistemas. Para sair do Splash Screen basta teclar Esc ou clicar na interface do programa.
Na tela do programa encontramos 5 janelas ou painéis moldáveis, distribuidos em um layout chamado Default, podemos alterar o layout conforme o trabalho que vamos executar e até mesmo criar e salvar os nossos próprios layouts.
Cada janela é identificada pela presença de um ícone. O Blender traz por padrão 17 janelas que podem ser carregadas ao clicarmos no ícone de qualquer janela e escolhermos outro na lista.





As janelas padrão são


Info na parte superior da tela. Nela encontramos os menus e 3 caixas de seleção onde podemos escolher o layout da nossa interface, a cena em que estamos trabalhando e o motor de renderização que por padrão é o Blender Render, nela encontramos as opções Blender Game e Cycles Render. Encontramos também nesta janela informações sobre a versão, último objeto selecionado e o consumo de memória. As opções de escolha de layout e cena podem ser gerenciadas permitindo a criação ou deleção.

A janela Outliner nos dá uma visão geral de todos os elementos envolvidos no nosso trabalho.

A janela Propriedades é dividida em 12 abas que trazem opções de modificação e aplicação de efeitos nos elementos que compõem o nosso trabalho.


A Timeline é uma espécie de temporizador gráfico onde podemos inserir quadros para compor a nossa animação.



Por último temos a janela 3d View é nessa janela que nosso trabalho será executado, essa janela conta com um painel lateral de propriedades que pode ser desativado ou ativado teclando "t", além do painel temos uma Grid que representa uma superfície de referência, um sólido em forma de cubo como objeto base, uma lâmpada e uma câmera. Para completar encontramos na parte inferior esquerda uma referências das coordenadas espaciais identifcadas, logo ao lado temos informações sobre o objeto selecionado, e na parte superior a descrição do ângulo de visão da janela.
No próximo vídeo vamos conhecer mais sobre a interface do Blender e como podemos selecionar e controlar os objetos em cena.

Não deixe de visitar o site do Blender e pesquisar nos materiais de referência e manuais disponívies.








Você também pode gostar desses posts

0 comentários

Like us on Facebook